Minhas dúvidas em relação ao curso de Medicina

Há um certo senso comum que acredita que estudantes de medicina tinham que ser destinados a seguir essa carreira, que deviam amar estudar e abrir mão de tudo para ajudar o próximo. Um pouco disso até pode ser verdade, não sei. Acontece que por mais que eu admire e adore certos aspectos da medicina eu me deparo com muitas dúvidas.

São 3 dúvidas principais:

  • Será que essa profissão é pra mim mesmo?
  • Se eu quero ser médica, por que eu não gosto das matérias do curso?
  • Será que eu vou encontrar uma área de atuação que eu consiga ser feliz em outros aspectos não profissionais da minha vida?

Provavelmente tenho essas dúvidas porque ainda estou no início do curso. Muitos amigos meus também têm e já ouvi médicos formados que dizem que é comum. Isso dá um certo alívio. Mas vou explicar um pouco melhor cada uma delas.

A medicina assusta. Principalmente porque temos muita matéria, tudo parece tão difícil e você acha que é muita responsabilidade ter que saber tanto. Você acaba se sentindo pressionado a ser ótimo, afinal você está lidando com vidas. Então pode ser uma profissão bem estressante ao mesmo tempo que gratificante.

Eu acreditava que ao entrar na faculdade eu iria ficar maravilhada com as matérias. Só que isso não aconteceu. Até agora não tive uma matéria que me desse prazer de aprender. Mesmo assim, eu ouço muito falarem que depois quando entramos no Ciclo Profissional tudo melhora, as coisas ficam menos abstratas e a gente se interessa por diversas matérias.

A minha maior preocupação com certeza é conseguir ser uma boa profissional e ao mesmo tempo ter outras realizações na minha vida pessoal. Sempre digo isso, não quero que minha vida se resuma a vida médica. Quero aprender muito de arte, de culturas, viajar, ter uma família que eu consiga passar tempo junto. Para isso eu espero encontrar uma especialidade que eu me identifique muito e ainda tenha tempo para outras coisas.

A realidade é que a gente entra muito novos na faculdade e é difícil saber o que/se a gente realmente vai gostar. Ainda assim, mesmo com todas as dúvidas eu acredito que todas elas fazem parte, não só da medicina mas como de qualquer outro curso que eu decidisse fazer. Mesmo que eu não goste de várias matérias, naquelas poucas que a gente tem mais contato com pacientes eu sinto que eu devo estar indo para o caminho certo e não acho que me sentiria assim em outro curso.

Se você tem dúvidas parecidas, eu sugeriria para você não se desesperar. De um jeito ou de outro a gente vai descobrindo o que tem mais a ver com a gente. Algo que me inspira muito a continuar firme é ler sobre assuntos de medicina que me interessam, assistir seriados tipo House (sério) e procurar blogs de estudantes de medicina ou médicos.

Dois blogs que eu acho que valem a pena serem vistos é o Diário de um Estudante de Medicina, onde o autor, Deco, que está para se formar pela faculdade de medicina da USP, fala sobre as suas experiências de faculdade e esclarece muitas coisas sobre o curso. Outro é de autora americana Andrea Tooley – A Doctor In The House. Por mais que faculdades americanas sejam muito diferentes das do Brasil, ela tem dicas muito legais sobre como estudar e fala sobre como é a vida dela de residente e recém-casada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s